Arqueólogos encontram duas cidades maias escondidas em floresta

Arqueólogos encontraram duas cidades maias que estavam escondidas na floresta tropical do sudeste do México, uma região onde, segundo o chefe dos pesquisadores, “poderia conter outras dezenas a desvendar”.

Restos de uma antiga cidade maia em Lagunita
Restos de uma antiga cidade maia em Lagunita

O professor associado da Academia de Ciências e Artes da Eslovênia, Ivan Sprajc, disse que sua equipe encontrou as antigas cidades de Lagunita e Tamchen, na península de Yucatán, mediante a análise de fotografias aéreas da região. Sprajc comentou que ambas as cidades alcançaram seu apogeu nos períodos Clássico Tardio e Clássico Terminal, entre os anos 600 e 900 d.C. Em cada local, os cientistas encontraram edificações parecidas com um palácio, além de praças e pirâmides, uma delas de quase 20 metros de altura.

Os arqueólogos também descobriram a fachada de uma construção com uma porta que se assemelha às garras de um monstro que provavelmente marcava uma das principais entradas do centro da cidade.

O pedaço de rocha esculpida em uma antiga cidade maia em Lagunita
O pedaço de rocha esculpida em uma antiga cidade maia em Lagunita

As fotografias dos lugares mostram pirâmides de pedra que se sobressaem na densa folhagem.

– A entrada, pelo que parece, simboliza a entrada a uma caverna ao submundo. Alguém que entra através deste portal teria entrado em recintos sagrados – disse Sprajc à Reuters, por telefone, da Eslovênia.

Ele explicou que sua equipe traçou um mapa de 10 a 12 hectares para cada lugar, mas que as cidades provavelmente eram maiores. As escavações ainda não começaram. Sprajc descobriu em 2014 outra antiga cidade maia na região, a qual batizou de Chactun.

Fonte: Reuters

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *