Catedral de Santo Egídio (St. Giles’ Cathedral) – Edimburgo

A Catedral de Santo Egídio (St. Giles’ Cathedral) ou Alto Kirk de Edimburgo é a igreja oficial da Escócia e a igreja matriz do presbiterianismo. Santo Egídio é o santo padroeiro da cidade. Fundada em 1120 como local de adoração da igreja católica, sobre um antigo santuário do século IX, passou a ser protestante depois que a igreja escocesa cortou os laços com Roma e o papa em 1560. Se tornou catedral a partir do século XVII e sua torre se tornou um ponto de referência da cidade.

Catedral de St. Gilles

Em sua arquitetura, achei impressionante a fachada da torre em estilo gótico, com aproximadamente 15 metros de altura. O interior da Catedral é ricamente decorado, com entalhes em carvalho e ornamentadas esculturas de pedra com características escocesas, como os anjos com gaitas de foles. A visita é gratuita mas para fotografar no interior é preciso pagar uma taxa (3 euros). É comum, ao passar pela frente da Catedral, encontrar algum escocês tocando gaita de fole com kilt (a famosa saia escocesa).

Escoceses típicos na frente da Catedral

A catedral tem muitos memoriais em honra de cidadãos escoceses distintos e de soldados escoceses. Entre eles, inclui-se um memorial de bronze ao escritor Robert Louis Stevenson e uma estátua de John Knox, líder da reforma escocesa e primeiro pastor protestante da catedral. A parte mais elaborada da catedral é a Capela do Cardo (Thistle Chapel), capela que é o lar espiritual da ordem conhecida como A Mais Antiga e Venerável Ordem do Cardo selvagem. Essa é uma ordem da cavalaria cujas origens remontam à Idade Média.

Catedral de St. Gilles

Outro ponto que me chamou muito a atenção são os belos vitrais do século XIX que projetam uma luz acolhedora dentro da Catedral.

Vitrais da Catedral de St. Gilles
Vitrais da Catedral de St. Gilles

A Capela do Cardo (Thistle Chapel)

Em um lugar afastado da porta está uma das partes mais importantes da catedral, conhecida como Capela do Cardo (Thistle Chapel). Construída sob as ordens dos Cavalheiros da Ordem do Cardo entre 1909 e 1911, se trata de uma elegante capela feita em estilo gótico. Rodeando o teto, podemos ver anjos tocando instrumentos musicais,  como a típica gaita de fole.

Thistle Chapel (Capela do Cardo)

Merkat Cross

O Merkat Cross é o nome escocês para a cruz do mercado encontrada encontrada em algumas cidades e aldeias escocesas, onde o direito de manter um mercado regular foi concedido pelo monarca, bispo ou barão da região. Também serviu um propósito secular como símbolo de autoridade. Os documentos históricos geralmente se referem simplesmente à “cruz” de qualquer cidade ou aldeia. Hoje, existem cerca de 126 exemplos conhecidos existentes na Escócia. As primeiras cruzes de cidades podem ter continuado a tradição de cruzes de igrejas utilizadas para marcar a terra consagrada ou os limites do santuário.

Merkat Cross

A cruz era o lugar em torno do qual as bancas do mercado seriam organizadas, e onde os comerciantes se reuniriam para discutir negócios. Foi também o local onde Estado e proclamações cívicos seria lido publicamente pelo “mensageiro real”. Até hoje, as proclamações reais ainda são oficialmente lidas em público no Merkat Cross em Edimburgo. Também foi o ponto focal comunal de eventos públicos, tais como cerimônias cívicas e punições públicas, incluindo execuções. Algumas cruzes ainda incorporam os grampos de ferro utilizados em punições e execuções. Fizemos um tour com a empresa Mercat Tours chamado History Walks Ghost Tours que é bem legal pra quem quer saber como funcionava a “Cruz do Mercado”, conhecer um pouco do subterrâneo e das lendas que envolvem a misteriosa cidade de Edimburgo.

Merkat Cross

19 comments

  1. Gostei de achar esse post sobre lá, tantas informações detalhadas vocês colocaram… E esses vitrais que coisa mais linda? Gostei de ler, obrigada por compartilhar!

  2. A fachada gótica é incrível realmente. E esses vitrais de tirar o fôlego? Quanto tempo vocês acharam necessário da Escócia? Vou ler os outros posts pra saber mais sobre a viagem

    1. Ainda não escrevi muito sobre a Escócia mas diria que tem muita coisa legal pra conhecer, se quiser conhecer somente as principais cidades e os points de cada, diria uns 5 dias! Mas dá pra ficar mais de um mês rodando rs

  3. Catedral belíssima, estou impressionada com todos esses detalhes. Aliás, estou tentando planejar minha próxima viagem e estou bastante tentada em conhecer a Escócia.

  4. Que catedral linda! Esses vitrais são fabulosos gente. Quanta riqueza de detalhes! Visitar lugares assim é como voltar no tempo. Eu adoro!

  5. Que incrível a arquitetura dessa catedral! Gostei bastante dos detalhes externos e internos, principalmente da capela, muito bonita por sinal. Obrigado pelas dicas!

  6. A Escócia é um lugar da minha lista de destinos preferidos para conhecer. Ainda não tive oportunidade, mas quero muuuito conhecer e as suas dicas são fantásticas. Seu post é bem detalhado… excelente. Adoro conhecer as histórias dos luggares… top!!!

  7. Nossa, você me trouxe uma nostalgia gostosa ao ler esse post… fui ai em 2006, já tem muuuitos anos… adorei relembrar! Lembro que achei o máximo os escossezes de saia hahaha só preferi não conferi se estavam de cueca rs.
    Uma coisa que achei mega dificil foi o sotque deles, jesuis amado! Mal conseguia entende-los falando ingles.

    1. Fico feliz que tenha resgatado boas lembranças, a Escócia é o máximo! Não conferi as saias não mas usei tb rsrs o sotaque deles é bem complicado mesmo rsrs

  8. Que interessante! Sempre gosto de saber sobre a história dos lugares que eu visito e, adorei ler em riqueza de detalhes, a visita de vocês na Catedral, além disso tenho muita vontade de conhecer a Escócia, por isso, fiquei mais interessada ainda nesse post 🙂

  9. Edimburgo respira história! Incrível visitar as igrejas de uma cidade como essa e viajar no tempo através de suas lindas construções super imponentes! Ainda não conhecemos a Escócia, mas ela está no topo da nossa lista.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *